Galeria

Fundada em 2002 por Ricardo Rego, a LURIXS: Arte Contemporânea se situa no Rio de Janeiro. Ao longo de seus 14 anos, num casarão preservado, no bairro de Botafogo, a galeria organizou quase 50 exposições, mantendo-se na vanguarda da cena artística do Rio de Janeiro ao promover uma mescla de nomes históricos, como Hélio Oiticica, François Morellet e Geraldo de Barros, Lygia Clark, Lygia Pape, entre outros, e artistas contemporâneos, como José Bechara, Raul Mourão e Elizabeth Jobim. 

Em 2017, quando passa a funcionar no Leblon, num espaço especialmente concebido e projetado para ser uma galeria, a LURIXS dá início a uma nova etapa em sua trajetória. Com projeto arquitetônico de Miguel Pinto Guimarães, o prédio de quatro andares e 500 metros quadrados – na rua Dias Ferreira, 214 – conta com dois espaços expositivos, uma reserva técnica, além de escritórios. No novo endereço, a galeria mantém o compromisso de apresentar um intenso programa, alternando exposições com obras contemporâneas e mostras concebidas a partir de seu potente acervo, que tem como principal eixo os movimentos Concreto e Neoconcreto e os desdobramentos que derivam dessa forte tradição, reconhecida e admirada no Brasil e internacionalmente.

Atualmente, a LURIXS representa os artistas históricos Hélio Oiticica, Geraldo de Barros e Luciano Figueiredo e um time de nomes contemporâneos: Amalia Giacomini, Coletivo Muda, Elizabeth Jobim, Gustavo Prado, Hildebrando de Castro, José Bechara, Manuel Caeiro, Mauricio Valladares, Paulo Climachauska, Raul Mourão, Renata Tassinari e Valdirlei Dias Nunes. O acervo da galeria inclui ainda trabalhos de artistas consagrados como Judith Lauand, François Morellet, Cildo Meireles, Lygia Pape, Lygia Clark, Anna Maria Maiolino, Antonio Dias, entre outros.

Para promover a difusão da arte brasileira e dos artistas representados, a LURIXS também desenvolve consistente atuação institucional, buscando o intercâmbio de obras com prestigiadas instituições. Assim, a galeria mantém diálogo constante com colecionadores, críticos e curadores para apresentar os trabalhos dos artistas que representa, buscando inseri-los em coleções de renome. Atualmente, há obras de seus artistas em importantes acervos públicos e privados, tanto do Brasil quanto de outros países. A galeria também participa anualmente de feiras, como a SP-Arte e a ArtRio.