Hildebrando de Castro

Biografia

(Olinda, 1957)

Autodidata, Hildebrando de Castro inicia sua produção artística no final dos anos 1970 e, desde então, cria pinturas que impressionam pelo preciosismo da execução, seja qual for a técnica adotada. Sua primeira exposição individual é realizada em 1980, no Museu Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro, onde apresenta uma série de desenhos figurativos. Sentindo-se limitado pelo lápis de cor, o artista migra para o pastel seco, material que adota em seus trabalhos ao longo de 15 anos – até sentir-se outra vez limitado e, em 1999, voltar-se para os estudos com tinta a óleo. 

Na mesma época, muda-se para Nova York, onde reside por 11 anos e dedica-se ao aprimoramento da técnica de óleo sobre tela, atingindo a mesma precisão que obtia com o pastel. Nos anos 1990, sua produção é marcada pela representação de figuras comuns ou excêntricas, dramatizadas e retratadas de forma extravagante. O enquadramento e a luz da fotografia são referência para o desenvolvimento de suas pinturas.

“Impossível não se deixar envolver pela beleza estranha destes quadros. Técnica e formalmente são obras admiráveis, que revelam o virtuosismo do autor. Estas imagens revelam uma visão de mundo particularíssima, configuram um universo absolutamente pessoal, o que não quer dizer intimista ou confessional”, escreveu o crítico Frederico Morais, na ocasião da mostra de Hildebrando na galeria Camargo Vilaça, em 1997.

Nos anos 2000, o artista pinta retratos de rostos difusos, paisagens indefinidas e brinquedos sempre um tanto mórbidos. Já a partir de 2010, desenvolve a série Janelas, representações nítidas e geométricas feitas a partir de fotografias de fachadas de prédios repletas de janelas. As pinturas, em acrílica sobre tela, expõem outra vez a fatura minuciosa e o virtuosismo de Hildebrando, que então estabelece vínculos com o construtivismo e suas vertentes.  

Entre suas mais importantes exposições, estão individuais no Paço das Artes em São Paulo, em 2009, no Paço Imperial, em 1998, e no Centro Cultural Banco do Brasil, em 1995 (ambos no Rio de Janeiro). Participou de mostras coletivas no Museu de Arte Moderna (de São Paulo e do Rio), no Haus Der Kulturen Der Welt (Alemanha), no Nuremberg Museum (Alemanha), entre outras. O artista vive e trabalha em São Paulo.

 

 



Currículo

Exposições individuais

2015

Galeria Oscar Cruz. São Paulo, Brasil

2014

Galeria Paulo Darzé. Salvador, Brasil 

2013

Caixa Cultural. Rio de Janeiro e Brasilia, Brasil

2012

Galeria Artur Fidalgo. Rio de Janeiro, Brasil

2012

Galeria Referencia. Brasilia, Brasil

2011

Galeria Oscar Cruz. São Paulo, Brasil

2011

Galeria Amparo 60. Recife, Brasil

2010

Galeria Laura Marsiaj. Rio de Janeiro, Brasil

2009

Paço das Artes. São Paulo, Brasil

2008

Galeria Laura Marsiaj. Rio de Janeiro, Brasil

2006

Galeria Laura Marsiaj. Rio de Janeiro, Brasil

2005

Galeria Léo Bahia. Belo Horizonte, Brasil

2004

Galeria Casa Triangulo. Sao Paulo, Brasil

Galeria Laura Marsiaj. Rio de Janeiro, Brasil

2003

Fay Gold Gallery. Atlanta, EUA

2001

Galeria Casa Triangulo. Sao Paulo, Brasil

1998

Paço Imperial. Rio de Janeiro, Brasil

1997

Galeria Camargo Vilaça. Sao Paulo, Brasil

1995

Centro Cultural Banco do Brasil. Rio de Janeiro, Brasil

1994

Galeria Camargo Vilaça. Sao Paulo, Brasil

1989

Hard Art Gallery. Zurique, Suiça

1988

Irene Madder Gallery. Munique, Alemanha

1987

GB galeria. Rio de Janeiro, Brasil

1986

Petite Galerie. Rio de Janeiro, Brasil

1983

Petite galerie. Rio de Janeiro, Brasil

1980

Museu de Belas Artes. Rio de Janeiro, Brasil

1980

Museu Nacional de Belas Artes. Rio de Janeiro-Brasil

 

Exposições coletivas

2014

ENTRECOPAS. Museu Nacional. Brasília, Brasil

2014

DUPLO OLHAR. Paço das Artes. São Paulo, Brasil

2011

Galeria Fernando Pradilla. Madrid, Espanha

2009

Galeria Fernando Pradilla. Madrid, Espanha

2007

Casa de Espanha. Rosario, Argentina

2006

Galeria Leo Bahia

2006

galeria Thomas Cohn

2006

Palacio das Artes. Belo Horizonte, Brasil

2005

Galeria Thomas Cohn. São Paulo, Brasil

2003

Leo Bahia Galeria. Belo Horizonte, Brasil

2003

Espaço Itaú Cultural. São Paulo, Brasil

2001

Museu de Arte Moderna. São Paulo, Brasil

2000

Museu de Arte Moderna. Rio de Janeiro, Brasil

2000

Galeria Camargo Vilaça. São Paulo, Brasil

1998

Haus Der Kulturen Der Welf. Berlin, Alemanha

1998

Paço Imperial. Rio de Janeiro, Brasil

1996

Excesso. Paço das Artes. São Paulo, Brasil

1996

Earl McGrath Galery. Nova York, EUA

1996

Museu de Arte Moderna. Salvador, Brasil

1996

Museu de Arte Moderna. Rio de Janeiro, Brasil

1995

IBAC. Rio de Janeiro, Brasil

1993

Arte Erótica. Museu de Arte Moderna. Rio de Janeiro, Brasil

1993

Galeria Camargo Vilaça. Sao Paulo, Brasil

1992

Museu Nacional de Belas Arets. Rio de Janeiro, Brasil

1991

Faygold Gallery. Atlanta, EUA

1990

Salão Paulista. Fundacao Bienal. Sao Paulo, Brasil

1990

Pindar Gallery. Nova York, EUA

1989

Galeria H.Stern. Rio de Janeiro, Brasil

1988

Nuremberg Museum. Nuremberg, Alemanha

1988

O Rosto e a Obra. Galeria do IBEU. Rio de Janeiro, Brasil

1987

Museu de Arte Moderna. Salvador, Brasil

1986

Salao Cristian Dior. Paço Imperial. Rio de Janeiro, Brasil

1986

Museum of Modern Art. Linz, Austria

1985

Nuremberg Museum. Nuremberg, Alemanha

1985

Sete Artistas . Museu de Artes de Cuiaba. Cuiabá, Brasil

1985

Velha Mania. Parque Lage. Rio de janeiro, Brasil

1985

Salão Carioca. Museu de Belas Artes. Rio de Janeiro, Brasil

1984

Salão Nacional. Museu de Arte Moderna. Rio de Janeiro, Brasil